Blizzard chegou para inovar no Brasil

Os fãs brasileiros dos games da empresa aguardaram anos por esse dia. Finalmente a Blizzard, uma das produtoras de games mais importantes e influentes do mundo, chegou oficialmente ao Brasil. Na quarta-feira (30), a empresa realizou um evento na cidade de São Paulo para apresentar seus planos para o território nacional e, principalmente,
anunciar o lançamento do seu principal título para 2010, “Starcraft II: wings of liberty”.

O título para PC e Mac é uma sequêcia de “Starcraft”, game de estratégia em tempo real, lançado em 1998, e chega ao país fazendo barulho. O game custará R$ 50, muito abaixo da média dos jogos vendidos por aqui, que é de R$ 120. “Adoramos a oportunidade que temos aqui. Sabemos que o Brasil em breve será o terceiro mercado que mais vende PCs no mundo”, afirma Steve Huot, diretor de operações da Blizzard para a América Latina, em entrevista ao G1. Queremos colocar o Brasil no mapa da Blizzard, tomando conta da comunidade que construímos com nossos jogos e nossos jogadores. Queremos que todos possam ter acesso aos nossos títulos”.

E a Blizzard, dona do fenômeno “World of warcraft”, o mais popular RPG on-line massivo (MMO), jogo que tem uma população de mais de 12 milhões de jogadores, não quer brincar no Brasil. Além do preço de “Starcraft II”, ela traz o jogo totalmente adaptado e traduzido para o português. Inclusive cenas entre as fases, geradas por computador, apresentam textos na nossa língua. Dentro do jogo, os menus, os comandos e os diálogos entre os personagens estão em português. O manual do game e o suporte ao jogador será adaptado para o Brasil.

“A Blizzard se preocupa em lançar jogos para os mercados locais”, afirma Huot. “Foram-se os dias em que lançávamos um jogo em inglês que, se vendesse bem, nós traduzíamos para outra língua”. Ele complementa, dizendo que “Starcraft II” foi pensado na língua portuguesa desde o início do seu desenvolvimento.

“A Blizzard se preocupa em lançar jogos para os mercados locais”, afirma Huot. “Foram-se os dias em que lançávamos um jogo em inglês que, se vendesse bem, nós traduzíamos para outra língua”. Ele complementa, dizendo que “Starcraft II” foi pensado na língua portuguesa desde o início do seu desenvolvimento.

No pacote de “Starcraft II” para o Brasil, os jogadores terão acesso aos modos para um jogador e on-line por seis meses. De acordo com a Blizzard, após este período, será preciso assinar uma mensalidade por meio da rede Battle.Net, proprietária da produtora.

Ela venderá pacotes de 30 e de 60 dias. Os valores do plano não foram anunciados por Huot, que disse, no entanto, que terão a possibilidade de pagar por meio de cartão de crédito ou por meio de boleto bancário.

Outra novidade, algo raro no Brasil, é o lançamento simultâneo do game com os Estados Unidos. Por aqui, o jogo chega no dia 27 de julho.
Equipe brasileira

No comando da Blizzard no Brasil está Ivan Kako. Ele trabalhou como gerente de marketing da Electronic Arts no país e agora é gerente regional de desenvolvimento da dona de “Warcracft”. A equipe também terá um gerente que cuidará da comunidade brasileira de jogadores, cargo de Washington Adrade.

Fonte http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/07/blizzard-tenta-mudar-mercado-brasileiro-com-game-barato.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: